Atendimento
ABCE
Tels.: (11) 99234-8397

leandro@abce.com.br
Rua Diana, 592, Cj. 81 - CEP: 05019-000
Sao Paulo - SP - Brasil
 
Clientes:

In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player

Powered by RS Web Solutions

Parceiros:

In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player

Powered by RS Web Solutions

Há mais de 20 anos gerando notícias!

Todo Ouvidos e ABCE lançam serviços diferenciados de redes sociais.

16/04/14 - Veículos não tripulados são armas na fiscalização ambiental

(Alezi Teodolini, XMobots e Tecnosat apresentam no MundoGEO#Connect LatinAmerica 2014 modelos de Drones para operações civis)

O mercado e a aplicação de Vants (Veículos Aéreos não Tripulados) ou Drones tem crescido e despertado a atenção de vários segmentos da economia mundial. Além do uso em segurança, os Drones também trazem benefícios para o segmento civil, como monitoramento de áreas agrícolas, linhas de transmissão de energia, fiscalização e monitoramento ambiental, mapeamentos de pequenas áreas, acompanhamento de projetos de construção, entre muitas outras atividades.

De olho nesse mercado, o MundoGEO#Connect LatinAmerica 2014, maior evento da América Latina nas áreas de Geomática e Soluções Geoespaciais, que será realizado em São Paulo, de 7 a 9 maio, vai reunir fabricantes e importadores com lançamentos em equipamentos, além de especialistas na área para falar das características e aplicações desses novos produtos.

Monitoramento ambiental
Os Vants da XMobots foram desenvolvidos para atuarem em operações de fiscalização e monitoramento ambiental (detecção de incêndios, invasão de áreas e Reserva Legal, atividades ilegais de pesca e extrativismo, etc), no monitoramento de linhas de transmissão, na agricultura de precisão (identificação de falhas de plantio, detecção de pragas nas lavouras, detecção da saturação hídrica do solo, etc), entre outras aplicações.
Os principais clientes da empresa são universidades e instituições de pesquisa (como as Universidades Federais do Rio Grande do Sul e Mato Grosso e o Instituto Federal Baiano), instituições de preservação ambiental (como o ICMBio), usinas de cana de açúcar, empresas de topografia e empresas agrícolas.

A Alezi Teodolini vai apresentar dois modelos de Vants, fabricados pela brasileira XMobots. O Echar 20A é um mini Vant de sete quilos. Segundo a Xmobots, esse é o primeiro drone nacional com procedimentos de pouso e decolagem 100% automatizados. A operação do modelo não depende da presença de um piloto. O Echar realiza aerolevantamentos em áreas de até três mil hectares, tem autonomia de voo de até 70 minutos, alcance máximo de comunicação de 10 Km, velocidade de cruzeiro de 75 Km/h e teto de voo de até três mil metros. O preço estimado do equipamento é de R$ 140 mil.

O outro modelo da XMobots que a Alezi Teodolini vai apresentar é o Nauru 500A, Vant de alto desempenho para mapeamento e fiscalização de áreas acima de 10 mil hectares. O Drone tem 15 quilos, autonomia de voo de 5,5 horas, alcance máximo de comunicação de 30 Km, velocidade de cruzeiro de 108 Km/h e teto de voo de até três mil metros. O preço estimado é R$ 220 mil.

Em 2013, a XMobots vendeu 13 Vants. Em 2014, apenas entre os meses de janeiro e março, foram vendidas mais sete aeronaves. A expectativa é fechar o ano com o mínimo de 24 Vants vendidos.

A empresa recebeu em 2013, da Agência Nacional de Aviação Comercial (Anac), o Cave (Certificado de Autorização de Voo Experimental) para os dois modelos. Enquanto o setor ainda não é regulamentado no país, apenas os Vants com esse certificado estão autorizados pela Anac a voar em território nacional.

Outro expositor, a Tecnosat, também vai apresentar novidades durante o evento. O Vant Mavinci SIRIUS 1 é um equipamento de asa fixa de 1,6m de envergadura e três quilos de peso, fabricado com tecnologia alemã, que necessita de planejamento de voo simples e com operação automática de pouso e decolagem. O SIRIUS 1 tem alta resolução de imagens, realiza voos com ventos de até 50km/h e rajadas de até 65km/h e tempo de voo de 55 minutos. Marcas internacionais, como SenseFly e Gatewing, também estarão representadas no evento.

Aquisições e aplicações
A Força Aérea Brasileira (FAB) adquiriu em março uma unidade do Vant Hermes 900, da israelense Elbit Systems. A compra foi fechada pelo Centro Logístico da Aeronáutica (CELOG) e estava em negociação desde o ano passado. O novo Drone chega ao Brasil no início de maio e estará pronto para uso durante a Copa do Mundo.

Para se ter ideia das possibilidades de uso dos drones, a construtora e incorporadora brasileira, Tecnisa, vai utilizar os Drones para filmar e fotografar o andamento de suas obras. Os clientes da empresa receberão mensalmente vídeos aéreos para acompanhar o desenvolvimento dos projetos e ainda terão a real impressão de como será a vista de seu apartamento quando estiver pronto.

O Google, por exemplo, fechou em abril a aquisição da startup americana fabricante de Drones, Titan Aerospace, segundo informações do Wall Street Journal. O valor do negócio ainda não foi confirmado. A Titan fabrica Drones movidos a energia solar, que podem voar a altura quase orbital, funcionando como satélites. As soluções da Titan ajudarão o Google a coletar imagens que poderão usadas pelos serviços do Google Earth e Google Maps.


Regulamentação
A Agência Nacional de Aviação Comercial (Anac) está empenhada em lançar, ainda em 2014, a legislação que regulamentará a operação civil no Brasil dos Vants. Em fevereiro foi organizado um workshop sobre o tema, em São José dos Campos (SP). O evento foi destinado ao público externo e contou com a participação de representantes governamentais envolvidos com o assunto, tais como o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), da Aeronáutica, e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Potenciais operadores e fabricantes também participaram.
.
Curso e seminário
Durante o MundoGEO#Connect 2014 serão realizados um curso e um seminário sobre o tema. O curso está confirmado para o dia 7 de maio. Com seis horas de duração, esta atividade vai apresentar as aplicações, as arquiteturas, os tipos de testes aplicáveis e a regulamentação sobre aeronaves não tripuladas.

Já no dia 8 de maio, as aeronaves não tripuladas serão o centro das atenções em um seminário que irá reunir os fabricantes e especialistas mais conhecidos do Brasil, que falarão das características dos Drones, como peso, altura de voo, sensor e solução de pilotagem, além de mostrar os resultados das diversas aplicações dos Vants para mapeamento e monitoramento e um panorama do estágio atual da legislação de homologação desses equipamentos no Brasil e no mundo. O seminário terá a participação de representantes da Anac, Embrapa e Andrade Gutierrez.

Lúcio André de Castro Jorge, pesquisador da Embrapa é um especialista que estará no seminário. Ele conta que no Brasil, os primeiros relatos de Vants ocorreram na década de 80, quando o Centro Tecnológico Aeroespacial (CTA) desenvolveu o projeto Acauã, que tinha fins militares, mas logo foi desativado. Em 2007, o projeto foi retomado por uma iniciativa do governo de incentivo ao desenvolvimento de Vants no Brasil.

Segundo o pesquisador, a Embrapa Instrumentação (São Carlos – SP) desenvolve pesquisas com Vants desde 1998 e investe no desenvolvimento de soluções em software para uso a princípio em qualquer aeronave. Para Castro Jorge, as imagens tomadas por Vants, aliadas a uma boa técnica de geoprocessamento, são capazes de identificar com precisão a existência de pragas e falhas em lavouras, problemas de solo, áreas atingidas por erosão e assoreamento de rios.

As imagens são analisadas com a ajuda de um programa de computador, que indica com cores específicas, os problemas que provocam prejuízos nas lavouras. As imagens mostram também as doenças, as falhas nas plantações, área atacada com nematoide (vermes cilíndricos), as plantas daninhas, deficiência hídrica, zoneamento de sítios homogêneos, monitoramento de culturas e estudos de conservação do solo.

O uso de Vants em agricultura de precisão tem sido cada vez maior, pois a tecnologia e os preços estão se tornando mais acessíveis, com mais confiabilidade e com sensores cada vez mais precisos. “Todo o sensoriamento remoto que se faz com satélites e aviões tripulados estão disponíveis nos Vants”.

MundoGEO#Connect LatinAmerica 2014
O MundoGEO#Connect LatinAmerica 2014 chega à quarta edição e tem confirmada a presença de empresas como Google, Hexagon, Garmin, Bentley, Santiago & Cintra, Trimble, DigitalGlobe, RapidEye, Autodesk, ESRI, Leica e Topcon entre os 55 expositores e 70 marcas, além de 29 patrocinadores. A realização do evento é da MundoGEO.

Além da Feira de produtos e serviços, o evento terá 150 palestrantes do Brasil e exterior envolvidos em 31 atividades, entre seminários, fóruns, cursos, workshops, encontros profissionais e o hackathon, que é uma maratona digital para programadores e jovens talentos para criar soluções inovadoras que serão avaliadas e premiadas pelos organizadores, apoiadores e patrocinadores.

O MundoGEO#Connect LatinAmerica 2014 tem o apoio de órgãos como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Ministério do Meio Ambiente, Prefeitura de São Paulo, Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano S/A (Emplasa) e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

SERVIÇO
MundoGEO#Connect LatinAmerica 2014
Conferência e Feira de Geomática e Soluções Geoespaciais
7 a 9 de maio de 2014
Centro de Convenções Frei Caneca – São Paulo – SP
www.mundogeoconnect.com

Mais informações para imprensa
ABCE Comunicação
Cesar Augusto Sampaio Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Leandro Esteves Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.  
(11) 3862-0110